fireshow_: “aiai eu vou escrever isso mas eu nao tenho muita certeza do que eu...

d3sir-e:

“aiai eu vou escrever isso mas eu nao tenho muita certeza do que eu estou fazendo entao ne… desde o dia em que te conheci eu ja queria ter voce pra mim sei la foi diferente com voce, eu lembro que a amanda e a bia foram la me falar que vc me achava bonito e pa ai na hora eu falei “ah ela tem bom…


"Os verdadeiros são poucos, mas são o suficiente pra mim!"


Não peço, não insisto, não imploro. Fica quem quer.


Estou começando a aceitar o fato de que depois de você, será sempre você. Deixe-me explicar. Não adianta sair procurando outros olhares, outros sorrisos, outros abraços. Não adianta. Será sempre a mesma e velha vontade de encontrar neles o que eu só encontrei em você. Eu já experimentei outros sabores, outros gostos, e simplesmente cheguei à conclusão de que nenhum outro gosto ou sabor vai ser igual ou parecido com o sabor que nós tínhamos. Até teve momentos que eu acreditei realmente que tinha deixado de lado, que tinha esquecido e finalmente encontrado um caminho que não fosse o caminho que me levasse de volta a você. Mas como eu disse, não adianta. Eu sempre vou ter aquele “flashback” no meio dos meus beijos. Sempre vai ter aquela música ruim que você gostava, que em algum momento quando eu não mais estiver pensando em você, tocará e me fará lembrar do quão ruim foi ter começado a escutar essa música só pelo fato de você escutar também. Eu também não sabia o quão ruim poderia ser o fato de você ter um nome comum. Mas agora eu vejo a gravidade disso. Pois é sempre ruim ir conhecer alguém que por ventura e por uma mera sacanagem também tem o seu mesmo nome. Talvez o para sempre exista, mas não necessariamente ele precisa ser ao lado de alguém. O para sempre se encontra presente em todos os lugares, pessoas e objetos. No meu caso, se encontra na minha cabeça, e na falta de pensamentos que me levam a pensar em você.
Arquivo do meu primeiro talvez único amor, Marcos Filipe. (via erronizar)






Não pode ou não quer? Não consegue, ou nunca tentou? Não sabe, ou finge não saber? Não ama, ou só tem medo? O que você tanto esconde?
Caio Augusto Leite. 

next »
“Me desliguei um pouco dessa paranóia de ‘o que os outros vão pensar?’ e agi, segundo a minha vontade, segundo aquilo que eu julgo certo, que se danem os outros, afinal quem vai viver o momento sou eu! E dai se eu acordar arrependida? Pelo menos não terei dormido na vontade! E se eu errar? Ah, arquiva ai como experiência.”
~ Tati Bernardi

theme by nostalgia-surreal; details by l-oveyourself.
página inicial about twitter
ask
recomendo
tchau
So, won't u fly with me?